Omega 3 e Olho seco

Os suplementos alimentares contendo ácido gama-linolénico (GLA) e ácidos gordos Omega 3 poli-insaturados (n-3 PUFA’s) já há muito que são relacionados com a diminuição da produção de mediadores inflamatórios implicados na patogénese do olho seco. No entanto, os poucos estudos existentes, não permitem concluir sobre o papel dos referidas substâncias e tão pouco conhecer com exatidão como estas interferem no mecanismo de mediação da resposta inflamatória.

Uma equipa de investigadores liderada por Stephen Pflugfelder do Baylor College of Medicine em Houston, publicou recentemente os resultados de um estudo que pretendia avaliar o efeito da administração prolongada de suplementos nutricionais –  contendo GLA + n-3 PUFA’s – na progressão de estadios moderados a avançados da keratoconjuntivitis sicca (KS).

Para o efeito, foi considerada uma amostra de 38 indivíduos, do sexo feminino com idades pós-menopausa e exibindo sinais e sintomas de olho seco (KS) e inflamações oculares associadas.

Foram estabelecidos dois grupos de teste. A um dos quais foi administrado GLA + n-3 PUFA’s e ao outro um placebo, durante 6 meses.

As participantes foram avaliadas às 4, 12 e 24 semanas. Os parâmetros avaliados (Disease parameters) foram os seguintes: Índice de doença da superfície ocular (IDSO), teste de Schirmer, tempo de rotura lacrimal, coloração conjuntival com fluoresceína/lisamina verde e índices topográfico de suavidade da córnea (topographic corneal smoothness indexes).

Foram ainda efetuados testes de citologia conjuntival para avaliar a intensidade da proteína CD11c presente nas células dendríticas e expressão HLA-DR.

Os resultados demonstraram:

– Melhoria na pontuação dos testes IDSO em pacientes tratadas com suplementos. Após as 24 semanas, o índice de doença da superfície ocular foi significativamente mais baixo em relação ao grupo placebo.

O índice de irregularidade da córnea foi também significativamente mais baixo em pacientes tratadas com suplementos, comparativamente com os resultados obtidos para o grupo placebo e após as 24 semanas.

Os suplementos revelaram-se efetivos na supressão da resposta inflamatória. Após 24 semanas, a citologia conjuntival revelou um aumento na intensidade de CD11c e expressão HLA-DR no grupo placebo.

– Nenhum dos tratamentos teve efeito sobre a produção lacrimal, tempo de rotura lacrimal e coloração conjuntival.

Como tal, os investigadores concluíram que a administração de suplementos nutricionais contendo GLA + n-3 PUFA’s, durante 6 meses, melhoram significativamente os sintomas de irritação ocular, mantêm a superfície da córnea mais suave e inibem a maturação das células dendríticas conjuntivais, em pacientes com idades pós-menopausa e portadores de KS.

Veja o resumo do artigo aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s